Velto Silva

Poemas profundos e oriundos.

Textos

Mendigando amor.
É humilhante, é vil, é raso quando me deparo com alguém que tem esse dom de mendigar o amor do outro.
Eu fico estupefacto, não com a capacidade de amar mas sim com a capacidade de mendigar amor.
Amar alguém é muito fácil quando você é correspondido, mas quando não é recíproco a coisa fica pior do que imaginamos, me parece que alguns seres sem noção se apegaram muito facilmente a esta modalidade que é mendigar.
Uma pessoa assim deve ter um grande complexo de inferioridade e sua auto estima deve estar subterrânea, imagine-se sendo literalmente um mendigo, sentado na rua todo sujo, fedendo e que quando estende a sua mão pedindo dinheiro os transeuntes te desdenham, viram a cara e te tratam como se você fosse um lixo.
De vez em quando aparece uma pessoa que te dar alguns centavos, o que é mais humilhante ainda (...)
As vezes aparece outro que te dar restos de comida, outros vão te dar roupas para você se proteger do frio, outros vão te dar caixas de papelão para você dormir (...)
Estas mesmas pessoas que te deram tudo isto irão se cansar, porque elas vão te ver sempre a mendigar, elas irão perceber que você nunca quis sair da mesmice e não tem intenção nenhuma de sair, elas vão notar também que no fundo contribuíram para que você ficasse ali estagnado no tempo como uma pirâmide e vão te esnobar, falar mal de você e não vão mais te ajudar.
Assim é uma pessoa que mendiga amor de alguém que sem querer acaba inflando o ego do outro fazendo com que este se sinta o máximo.
Uma pessoa que mendiga o amor do outro é masoquista, gosta de sofrer e viverá como um marginal sempre nas margens se humilhando.
Esse tipo de gente esta sempre na fase "vaso sanitário", sim, porque o outro está literalmente "cagando mole" em cima de você todos os dias.
Gente vamos evoluir e aprendam que o primeiro amor é o AMOR PRÓPRIO.
#VS
Velto Silva
Enviado por Velto Silva em 05/12/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras