Velto Silva

Poemas profundos e oriundos.

Textos

Táxi.
Peguei um táxi em Coimbra passado 2 minutos eu vi que estava a mais de 100 km por hora, sem necessidade desta velocidade porque estávamos dentro de uma cidade e não numa auto estrada, olhei para o lado e vi que o taxista estava competindo com um carro do lado porque passou a sua frente. Como o estofado dos bancos eram em couro, nas curvas se eu não me segurasse no apoio que havia por cima da porta de trás eu iria ficar como um saco de batatas sendo jogado da esquerda para a direita
Eu olhei bem para o rosto do motorista para ver se era o Alain Prost no volante, disse para ele diminuir a velocidade e quando ele quisesse competir com outros carros o fizesse quando não estivesse com nenhum passageiro.
Ele diminuiu a velocidade e pediu desculpas e eu não o desculpei claro!
Cuidado com certos taxistas.
#VeltoSilva
Velto Silva
Enviado por Velto Silva em 10/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras